A história da origem do xadrez: Quem inventou e quando começou a ser jogado?

ANÚNCIO

O fascínio pelo xadrez é muito parecido com o que sempre foi. Embora as funções e a aparência de peças específicas possam ter mudado ao longo dos séculos, ele ainda tem o poder de cativar e frustrar em igual medida – assim como fez com nossos ancestrais.

A história da origem do xadrez: Quem inventou e quando começou a ser jogado?
Foto: (reprodução/internet)

Então, de onde vem o xadrez? As verdadeiras origens do jogo são muito contestadas, mas seu antepassado mais antigo conhecido é a chaturanga, que se pensa ter surgido no que é hoje o norte da Índia durante o século VI.

ANÚNCIO

A palavra sânscrita, que significa vagamente “quatro divisões”, reflete os tipos de peças que estavam à disposição dos jogadores: infantaria, cavalaria, elefantaria e carruageria (que, por sua vez, também se assemelhava a uma antiga formação de batalha).

Embora a natureza precisa das regras originais tenha sido perdida pelo tempo, o jogo era jogado em um tabuleiro 8 x 8 e cada tipo de peça tinha seus próprios movimentos únicos – exatamente como hoje.

A origem do jogo de xadrez

Através da conquista e do comércio na Rota da Seda, a busca viciante espalhou-se por todos os pontos da bússola, notadamente pela Pérsia e depois pelo mundo árabe, assumindo o nome de Xatranje.

ANÚNCIO

Assim como no chaturanga e no xadrez moderno, os jogos vencedores do Xatranje se basearam no destino de uma única peça. Quando o rei de um jogador corria o risco de ser capturado, seu oponente gritava “shah! (“rei!”), antes de gritar “xá mate!”. (“o rei está acabado!”), uma vez que eles os tinham enganado – a origem da palavra “xeque-mate”.

Ostensivelmente, porém, a base do jogo permaneceu praticamente o mesmo onde quer que o jogo viajasse. Além de um passatempo recreativo, o xadrez era uma ferramenta estratégica, adotada pelos líderes militares como uma forma de afiar suas mentes para o campo de batalha.

O “jogo real”

Um dos passos mais importantes para o desenvolvimento do xadrez moderno, no entanto, ocorreu na Península Ibérica durante o século XV.

Trazida para a região durante a era do domínio muçulmano, foi aqui que uma nova peça poderosa – a rainha – foi introduzida, substituindo uma figura mais fraca, conhecida como a conselheira.

Leia também: A assustadora história do cemitério nuclear de submarinos da Rússia

No período medieval e no início dos tempos modernos, o xadrez também ganhou uma reputação como o “jogo real”, com vários adeptos famosos. De fato, acredita-se que o czar Ivan ‘o Terrível’ da Rússia tenha morrido de derrame enquanto jogava xadrez contra um amigo em 1584.

Uma busca não tão trivial

O xadrez assumiria um novo nível de seriedade durante o século XVIII, em grande parte graças aos esforços do francês François-André Danican Philidor, que – além de ser um músico talentoso – escreveu extensivamente sobre a teoria do xadrez.

Seu livro de 1749, Analyse du jeu des Echecs (“Análise do Jogo de Xadrez”), foi um sucesso, contendo detalhadamente as avarias de várias aberturas de jogo diferentes, além de destacar o poder oculto do peão.

A história da origem do xadrez: Quem inventou e quando começou a ser jogado?
Foto: (reprodução/internet)

Em poucas décadas, o xadrez também começou a ser jogado em cenários formais de torneio, incluindo uma série de partidas organizadas entre o irlandês Alexander McDonnell e o adversário francês Louis-Charles Mahé de La Bourdonnais, em Londres, em 1834.

La Bourdonnais saiu vitorioso e foi considerado, não oficialmente, o melhor jogador do mundo, mas após sua morte em 1840, foi sucedido pelo inglês Howard Staunton.

A hora de mudar

Crucialmente, foi Staunton quem organizou o primeiro torneio internacional de xadrez em Londres em 1851, reunindo 16 dos melhores jogadores de toda a Europa. Este evento inaugural – destinado a empatar com a Grande Exposição – foi vencido pelo professor prussiano Adolf Anderssen, que derrotou um político inglês chamado Marmaduke Wyvill na final.

Leia mais: Avião Frankenstein: A máquina construída a partir de outro avião

Além de dar origem a várias outras luminárias do xadrez, como o americano Paul Morphy e o austríaco Wilhelm Steinitz, o século XIX também foi um período marcado por uma maior padronização do jogo.

Em 1849, Howard Staunton emprestou seu apoio a um jogo de xadrez patenteado pelo editor do jornal Nathaniel Cooke, cujo Illustrated London News publicou uma coluna regular do famoso jogador. O selo de aprovação de Staunton levou o design elegante e neoclássico a ficar conhecido como o “conjunto Staunton”, e acabou se tornando o conjunto padrão utilizado em competições.

Xadrez do século XX

Fundada em Paris, a Federação Mundial de Xadrez – ou FIDE (Fédération Internationale des Échecs) – tornou-se responsável pela realização de torneios como o Campeonato Mundial de Xadrez.

Mais tarde, ela começou a conferir o título de “Grandmaster” aos jogadores de elite, que hoje se baseia em um complexo sistema de classificação.

A história da origem do xadrez: Quem inventou e quando começou a ser jogado?
Foto: (reprodução/internet)

No século XX, o xadrez também assumiu um novo significado geopolítico. Outrora um passatempo favorito da família imperial russa, foi ativamente promovido como um jogo para as massas na jovem URSS.

Com jogos de xadrez considerados como um elemento essencial tanto nas casas quanto nas escolas, os jogadores soviéticos continuariam a dominar o jogo nos anos seguintes.

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fontes: History Hit, Damn Interesting

ANÚNCIO