Rússia descobre a ‘estrada dos ossos’ em rodovia congelada na Sibéria

ANÚNCIO

Uma “estrada de ossos” foi descoberta na Sibéria, onde um inquérito foi aberto sobre como um crânio humano e outros restos apareceram em uma rodovia perto de Irkutsk.

Até agora,os ossos de pelo menos três pessoas foram descobertos e suspeitas levam a crer que eles podem remontar à guerra civil russa de 1917-22.

ANÚNCIO

As fotos dos restos mortais congelados surgiram pela primeira vez nas redes sociais, onde os moradores discutiram se os ossos vieram de um cemitério próximo ou de uma ravina que supostamente foi usada como vala comum.

“Areia com crânios e ossos foi espalhada nas estradas em Kirensk”, escreveu Nikolay Trufanov, um legislador local do partido governante Rússia Unida em um post no Facebook.

“De acordo com informações preliminares, os trabalhadores da concessionária retiraram areia do território próximo a um cemitério. Não consigo nem descrever o quão monstruoso é. ” Ele disse que espera que os responsáveis ​​sejam punidos.

ANÚNCIO

Restos mortais são ocasionalmente desenterrados durante a construção e obras rodoviárias na Rússia, principalmente perto dos locais de batalha da segunda guerra mundial no oeste do país. 

Os restos mortais de pelo menos 10 pessoas suspeitas de serem soldados do Exército Vermelho foram descobertos em 2014 durante a construção de uma rodovia local na região de Kursk. Em 2018, trabalhadores da construção civil na vizinha Letônia desenterraram restos mortais que levaram à descoberta de quase 150 corpos.

A descoberta na Sibéria atraiu comparações mais próximas com a famosa rodovia Kolyma, uma estrada de 1.250 milhas de perto de Yakutsk para Magadan que foi construída sob Stalin usando mão de obra gulag. A rodovia é apelidada de “estrada dos ossos” devido às cerca de 250.000 vidas perdidas na construção da estrada remota.

Os ossos descobertos em Kirensk foram coletados e o trabalho na estrada foi interrompido, informou a mídia russa. Os investigadores estão investigando um empreiteiro local suspeito de coletar areia de perto de um cemitério e não a inspecionou antes de espalhar na estrada.

Leia Também:Conheça NARWHAL, O Cachorro “Unicórnio”

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: The guardian

ANÚNCIO