Quokkas da Austrália Ocidental se recuperam após intenso incêndio florestal

ANÚNCIO

Uma população de quokka quase exterminada por um incêndio florestal severo no oeste da Austrália pode levar mais de uma década para se recuperar totalmente, a pesquisa mostrou.

Quando um incêndio em 2015 queimou 98.000 hectares de floresta perto de Northcliffe, uma pequena cidade no sudoeste do estado, a população local de quokka foi dizimada.

ANÚNCIO

Doze meses após o incêndio, os cientistas estimaram que havia apenas 39 dos pequenos wallabies restantes na área de um grupo original de cerca de 600.

Esse número agora atingiu aproximadamente 272, após os esforços do Departamento de Biodiversidade, Conservação e Atração da Austrália Ocidental para controlar a população de raposas da área.

Quanto aos Quokkas

No entanto, pode levar até 2028 para que os quokkas retornem aos seus números anteriores ao fogo e à distribuição na área do incêndio de Northcliffe, de acordo com um estudo do Fundo Mundial para a Natureza-Austrália.

ANÚNCIO

“O projeto quokka mostrou quanto tempo leva para uma população se recuperar após um grande incêndio florestal”, disse o consultor de espécies do WWF-Austrália, Ashleigh Chauvin.

Chauvin disse que os quokkas enfrentam o mesmo perigo que muitas espécies ameaçadas, incluindo a fragmentação do habitat e predadores selvagens, bem como secas e incêndios florestais.

“Um incêndio florestal pode exterminar toda uma população de qualquer espécie”, disse ela.

“Precisamos reter o máximo de habitat possível e criar ligações entre os fragmentos de habitat para que alguns animais possam escapar.”

O projeto de quokka do WWF-Austrália também descobriu que as criaturas haviam se movido em cinco anos mais de 50 km para recolonizar alguns trechos de habitat e agora haviam reocupado cerca de 60% de seu território.

Leia Também: Pesquisadores afirmam que cangurus podem se comunicar com as pessoas

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: The Guardian

ANÚNCIO