Ladrão do Reino Unido que vendeu pinguins roubados no Facebook é preso

ANÚNCIO

LONDRES (AP) – Um ex-criador de pássaros que roubou um par de pinguins de um zoológico britânico e os vendeu no Facebook foi condenado na sexta-feira a 32 meses de prisão.

Bradley Tomes, 25, foi condenado por um juiz do Tribunal Preston Crown por tirar os pinguins de Humboldt Pablo e Penny do Zoo de Lakes Safari, no noroeste da Inglaterra, onde ele havia trabalhado anteriormente no aviário.

ANÚNCIO

Os promotores disseram que Tomes invadiu o zoológico duas vezes em 2018, roubando os pinguins e vários outros pássaros, incluindo colhereiros, garças e araras.

Ele foi preso depois que um colecionador de animais que comprou os pinguins por 9.000 libras (US $ 11.600) contatou um veterinário porque os animais estavam mal de saúde.

Ele também relatou o incidente à polícia, apesar dos apelos de Tomes, que se ofereceu para devolver seu dinheiro. Quando Tomes foi à casa do comprador com o reembolso, foi preso por policiais que aguardavam.

ANÚNCIO

Wendy Evans, do Crown Prosecution Service, disse que Tomes “demonstrou total desrespeito ao bem-estar dos pássaros que roubou de seu empregador anterior para seu próprio ganho financeiro”.

Em entrevista à polícia, ele negou ter cometido os crimes, mas, ao se deparar com as provas contundentes contra ele, declarou-se culpado”, disse ela.

Leia também: Cientistas revelam o que pode ser o maior pássaro voador de todos os tempos

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: Snoopes

ANÚNCIO