Rússia reabre investigação sobre mistério de 60 anos de Dyatlov Pass

ANÚNCIO

(CNN) Os promotores russos lançaram uma nova investigação sobre o misterioso caso de nove estudantes que morreram em circunstâncias bizarras depois de desaparecer em uma viagem de esqui 60 anos atrás.

Inúmeros artigos, livros e documentários buscaram explicar o destino do grupo do Instituto Politécnico dos Urais, que partiu em viagem em 1959 sob a direção de Igor Dyatlov, aluno do quinto ano.

ANÚNCIO

O incidente de Dyatlov Pass, como veio a ser conhecido, foi comparado com outros mistérios não resolvidos, incluindo o desaparecimento de Lord Lucan, o aristocrata britânico que desapareceu depois que a babá de seus filhos foi encontrada morta, e o navio abandonado, o Marie Celeste. 

Ele inspirou muitas teorias ao longo das décadas – mas agora as autoridades estão tentando descobrir isso de uma vez por todas.

Ninguém conseguiu até agora descobrir uma prova sólida do motivo pelo qual o grupo de caminhantes experientes fugiu de suas barracas em um local de acampamento remoto, parcialmente vestidos e sem calçados. Seus corpos foram descobertos nas semanas seguintes na neve, com vários feridos graves na cabeça.

ANÚNCIO
Rússia reabre investigação sobre mistério de 60 anos de Dyatlov Pass
Foto: (reprodução/ internet)

Os sete homens e duas mulheres partiram em uma viagem de esqui em 23 de janeiro de 1959. Seu itinerário de 16 dias tinha como objetivo cobrir 190 milhas e cruzar as montanhas dos Urais do Norte: Otorten e Kholat Syakhl. O plano era fazer contato por telegrama do ponto final – uma aldeia chamada Vizhay – mas isso nunca aconteceu.

Uma operação de busca foi lançada em 20 de fevereiro e seis dias depois foi descoberta a tenda dos alunos, que havia sido aberta. No dia seguinte, os corpos de Yuri Doroshenko e Yuri Krivonischenko foram encontrados a pouco mais de um quilômetro de distância. Deitados perto de uma fogueira, os dois estavam apenas de cueca.

Nos dias que se seguiram, mais três esquiadores foram desenterrados, incluindo Dyatlov, enquanto os quatro restantes só foram encontrados em maio, depois que a neve derreteu.

Um processo criminal foi aberto no final de fevereiro, mas foi encerrado três meses depois, tendo concluído que a culpa era da “força espontânea da natureza“. A investigação da era soviética permaneceu secreta até os anos 1970, informou a agência de notícias AFP.

Rússia reabre investigação sobre mistério de 60 anos de Dyatlov Pass
Foto: (reprodução/ internet)

Para muitos, essa explicação estava longe de ser satisfatória, pois não explicava por que os aventureiros correram para o frio congelante vestindo apenas roupas íntimas e sem sapatos. Nem abordou por que vários membros do grupo tiveram ossos e crânios quebrados.

Cerca de 75 teorias foram apresentadas, de acordo com a promotoria – incluindo um sequestro por alienígena. Outro sugere que eles foram mortos por membros do povo Mansi, para quem as montanhas eram espiritualmente simbólicas. Outros ainda afirmaram que a cena foi encenada para encobrir detalhes de um programa secreto de testes de armas.

No entanto, as novas investigações investigarão apenas três teorias consideradas as “mais prováveis”.

Rússia reabre investigação sobre mistério de 60 anos de Dyatlov Pass
Foto: (reprodução/ internet)

Todos eles estão de alguma forma conectados com fenômenos naturais“, disse Alexander Kurennoi, o representante oficial do Procurador-Geral da Rússia.

O crime está fora de questão”, disse ele, acrescentando: “Não há uma única prova, mesmo indireta, que favoreça esta versão (criminosa). Foi uma avalanche, uma neve ou um furacão”.

“Parentes, a mídia e o público ainda pedem aos promotores que determinem a verdade e não escondam suas suspeitas de que algo foi escondido deles”, disse Kurennoi em um vídeo postado em um site oficial.

Aparecendo em uma conferência de imprensa, um porta-voz do escritório do promotor da região de Sverdlovsk revelou um volume de 400 páginas de materiais originais do caso.

Andrey Kuryakov disse na entrevista coletiva que os investigadores estavam contando com a ajuda de “amigos e familiares do falecido“, bem como com tecnologia moderna, que não estava disponível na época.

Rússia reabre investigação sobre mistério de 60 anos de Dyatlov Pass
Foto: (reprodução/ internet)

Também participou da coletiva de imprensa Petr Bartolomey, amigo de Dyatlov. Ele disse: “Um ano antes (do incidente), fomos para os Urais Subpolares em uma expedição, onde as condições eram muito mais difíceis do que em sua última aventura. Sempre o caracterizei como uma pessoa maravilhosamente instruída, um atleta, sempre bem preparado … Sempre se pode contar com ele.

“Posso dizer o mesmo para o resto da galera, embora não tenhamos feito tantas expedições como com Igor. Fico feliz que, anos depois, uma investigação de alto nível seja retomada para entender o que exatamente aconteceu. “

No próximo mês, os promotores vão voar para o local, e uma série de especialistas e equipes de resgate estarão envolvidos na investigação. Os especialistas conduzirão nove exames diferentes, incluindo uma investigação forense, que ajudará a preencher “uma série de espaços em branco”, acrescentou Kurennoi.

Leia Também:Injeções de proteínas nos testículos podem tratar a infertilidade masculina

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: CNN

ANÚNCIO