Será que seu smartphone é mais poderoso que seu computador?

ANÚNCIO

Todos os anos vemos mais e mais melhorias no setor de tecnologia móvel, mas será que chegamos a um ponto em que o smartphone é realmente mais poderoso do que o laptop no qual escrevo isso?

Bem, é isso que estamos aqui para descobrir.

ANÚNCIO

Vamos comparar dispositivos e ver quais vencem em diferentes componentes e áreas.

O foco será em smartphones e Ultrabooks modernos.

Um Ultrabook é definido pela Intel como “um laptop mais fino e mais duradouro que não compromete o desempenho”.

ANÚNCIO

Isso resume para mim o exemplo mais próximo em laptops de última geração projetados para uso doméstico.

Leia também: Você sabia que a internet foi inventada por acidente?

Vida da bateria

O LG G5, o mais novo da série G dos telefones LG, tem bateria de, segundo a Telefonica, 20 horas de conversação.

Mas outras fontes afirmam que o uso constante e intenso leva apenas 7 horas, o que é comum para a maioria dos telefones.

O LG Gram, o mais novo ultrabook da LG, tem bateria de 7 horas.

Portanto, comparativamente, e com o uso adequado, ambos os dispositivos estão realmente no mesmo nível em termos de sustentabilidade de energia.

No entanto, a LG estava muito focada para sua vida útil anterior da bateria em outros modelos, portanto, teria pesquisado e se concentrado mais no desenvolvimento de bateria desta vez.

Você acha que, com o tamanho maior do LG e sua tecnologia superior, a vitória iria para o laptop, mas sendo uma tela full HD e um i7 alimentando o ultrabook, você pode entender o problema.

Outra comparação é o Samsung S7 e o Macbook Pro, ambos com 9 horas de duração da bateria, o que mostra o quão lado a lado é a comparação.

A batalha pela bateria mais longa é aquela em que nenhuma das tecnologias realmente se sobressai e, de fato, todos os dispositivos sentem o sofrimento da bateria.

Processador

A capacidade de processamento sempre foi um problema no mundo dos smartphones.

As empresas fazem um chip mais poderoso para lidar com demandas mais altas dos dispositivos modernos, sem, necessariamente, comprometer a vida útil da bateria.

Eles avançaram muito desde o smartphone original, sendo este tecnicamente o IBM Simon, mas comercialmente o iPhone da Apple.

Uma comparação que mostra a diferença absoluta em tecnologia seria que o iPhone carro-chefe da Apple, o 6s, tem o A9, um processador dual-core de 1,8 GHz e 2 GB de RAM.

O MacBook Pro possui um processador quad-core i7 rodando a 2,5 GHz com 16 GB de RAM, dizimando o iPhone em capacidade de processamento e memória, obviamente.

O i7, parte integrante de qualquer ultrabook moderno, supera qualquer chip de smartphone, incluindo o A9 discutido anteriormente e o chipset Snapdragon muito comum.

Isso se deve apenas ao nível de expectativa que temos de nossos laptops em comparação com o telefone, desde streaming de conteúdo até navegação multitab, música e programas com muitos recursos.

Portabilidade e exibição

Os dispositivos móveis hoje em dia são muito mais poderosos do que nunca, capazes de lidar com a maioria das tarefas que exigimos e não há dúvida de que um smartphone é obviamente mais conveniente.

No entanto, para um smartphone ocupar seriamente o laptop em termos de preferência, o telefone precisaria de uma docking station para teclado e isso prejudicaria seriamente o benefício do smartphone.

A qualidade da tela está quase visivelmente no mesmo nível de smartphones modernos e ultrabooks com telas HD, mas os pixels por polegada (ppi) são bem diferentes com o Microsoft Surface Book tendo 267 ppi, mas o Smsung S7 tem 576 ppi.

Isso, de acordo com a pesquisa, nada mais é do que um truque a partir de certo ponto, pois o olho humano não consegue diferenciar nada acima de 300ppi.

Então aí está, chegamos a um ponto em que o smartphone tornou o laptop um equipamento desatualizado e desnecessário?

Não, não chegamos, ou pelo menos a maioria de nós ainda não chegou lá para as tarefas do dia a dia.

O smartphone definitivamente dominou a portabilidade, o trabalho em trânsito e, em particular, a navegação na web.

Com o Google agora até mesmo filtrando os resultados de pesquisa via compatibilidade móvel, forçando as empresas a entrar no mercado móvel, mas processamento de texto, edição de arquivos e outras tarefas mais complexas são facilmente conquistadas pelo laptop devido ao poder de processamento, usabilidade e tamanho da tela.

Uma coisa é certa, eu mesmo, e tenho certeza de que muitos outros, não gostaria de perder nenhum dos meus dispositivos e definitivamente preciso de ambos diariamente.

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante

Fonte: The Facts Site 

ANÚNCIO