Enormes bolhas de raios-X no centro da Via Láctea

ANÚNCIO

Duas bolhas gigantes e misteriosas são expelidas do coração da Via Láctea e agora parece que as bolhas podem ter o dobro.

Os cientistas sabem há uma década que duas bolhas de partículas carregadas, ou plasma, flanqueiam o plano da Via Láctea. Essas estruturas, conhecidas como bolhas de Fermi em homenagem ao telescópio que as detectou, são visíveis na luz de alta energia chamada de raios gama. Mas agora, o telescópio de raios-X eROSITA revelou bolhas maiores, vistas em raios-X. As bolhas de raios-X se estendem por cerca de 45.000 anos-luz acima e abaixo do centro da galáxia, relataram pesquisadores online em 9 de dezembro na Nature.

ANÚNCIO

Anteriormente, os pesquisadores tinham visto um arco de raios-X acima do plano galáctico (SN: 7/8/20). Mas nenhuma dessas características era evidente abaixo do plano da galáxia. Essa falta de simetria levou alguns cientistas a desconsiderar a possibilidade de bolhas de raios-X. 

Enormes bolhas de raios-X no centro da Via Láctea
Foto: (reprodução/ internet)

Com os novos resultados, “esse argumento caiu”, diz o co-autor do estudo Andrea Merloni, astrônomo do Instituto Max Planck de Física Extraterrestre em Garching, Alemanha. Os dados da eROSITA revelam uma bolha tênue e previamente desconhecida abaixo do plano galáctico e uma bolha correspondente acima. As bolhas de raios gama estão aninhadas dentro das bolhas de raios-X, sugerindo que os dois recursos estão conectados, diz Merloni.

Estudar as bolhas pode ajudar a revelar eventos violentos que podem ter ocorrido no passado da galáxia. O buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea é atualmente bastante silencioso, no que diz respeito aos buracos negros. Mas um frenesi alimentar passado pode ter espalhado seus restos para fora, formando as estruturas. 

ANÚNCIO

Ou as bolhas podem ter sido o resultado de um período em que muitas estrelas se formaram e explodiram no coração da galáxia. Um estudo mais aprofundado das bolhas de raios-X e de raios gama pode ajudar a revelar a causa.

Leia Também:Passarinho bebês ganham resistência quando seus pais as chutam do ninho

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: Science News

ANÚNCIO