Três lugares que realmente se beneficiarão com as mudanças climáticas

Não se engane, a mudança climática causada pelo homem é uma ameaça global urgente, na qual as consequências superam os benefícios. O nível do mar está subindo, fazendo com que ilhas inteiras desapareçam e cidades costeiras inundem.

As águas mais quentes estão intensificando os furacões e aumentando suas chuvas. As secas estão se tornando mais comuns e durando mais tempo. Os rendimentos agrícolas provavelmente cairão em muitas das regiões produtoras de pão do globo.

Prevê-se que esses impactos, junto com muitos outros, minarão a economia mundial em trilhões de dólares nos próximos trinta anos.

Mas, embora a mudança climática em escala global seja decididamente prejudicial, nem todas as áreas do planeta experimentarão esses efeitos negativos da mesma forma. Na verdade, algumas áreas podem se beneficiar. Conforme o clima da Terra muda, aqui estão três regiões que podem ser grandes vencedoras.

1. Norte de Minnesota e Península Superior de Michigan

Três lugares que realmente se beneficiarão com as mudanças climáticas
Foto: (reprodução/ internet)

Embora a mudança climática seja comumente caracterizada por extremos de temperatura e clima, as partes mais ao norte de Minnesota e Michigan podem realmente terminar com temperaturas e padrões climáticos mais moderados, de acordo com o economista da Universidade de Illinois, David Albouy.

Autoridades em Duluth, Minnesota, uma cidade de aproximadamente 86.000 habitantes às margens do Lago Superior, até consideraram o slogan “Duluth à prova de clima”.

Não estamos vendo ondas de calor piores ou mais longas ou mais daquelas longas noites que não caem abaixo de 75 graus“, disse o Dr. Kenneth Blumenfeld, climatologista sênior do Departamento de Recursos Naturais de Minnesota, ao New York Times . “Em vez disso, o que estamos vendo são invernos mais quentes, menos dias durante o inverno, onde chegamos a 30 Fahrenheit negativos.”

Em geral, as comunidades ao longo dos Grandes Lagos da América do Norte estarão relativamente protegidas das mudanças climáticas, pois devido as vastas massas de águ, a região deve se manter razoavelmente temperada.

Ao mesmo tempo, esses municípios não são muito resistentes à subida das águas em comparação com as cidades próximas aos oceanos.

2. A região nórdica

As temperaturas médias na Suécia, Noruega, Dinamarca e Finlândia devem aumentar mais do que a média global nas décadas seguintes (de 3 a 5 graus Celsius até 2080).

Embora isso exija alguma adaptação, de modo geral, a região deve se beneficiar. As temporadas de cultivo agrícola se expandirão significativamente. Novas espécies de plantas, animais terrestres e peixes também prosperarão na região.

Ao mesmo tempo, projeta-se que o uso de eletricidade na região cairá mais na Europa, pois os invernos mais quentes reduzirão a demanda por aquecimento.

3. Canadá

Talvez nenhum país terá mais vantagens com as mudanças climáticas do que o Canadá. Enquanto três quartos das nações sofrerão golpes em suas economias nacionais, projeta-se que o Canadá verá benefícios desproporcionais.

Quanto? Marshall Burke, vice-diretor do Centro de Segurança Alimentar e Meio Ambiente da Universidade de Stanford, calculou que a renda nacional média do Canadá poderia aumentar espantosos 247%! Turismo adicional, épocas de cultivo muito expandidas, custos de infraestrutura reduzidos e aumento do transporte marítimo à medida que a cobertura de gelo da região ártica diminui são alguns dos fatores que contribuirão para essa ascensão meteórica.

Além disso, com reservas significativas de água doce e até 4,2 milhões de quilômetros quadrados de terras cultiváveis ​​recentemente, o Canadá pode ser o novo celeiro do mundo daqui a cinquenta anos.

Leia também: Um sem-teto tem uma mudança de vida ao encontrar uma obra de arte rara do ‘Bambi’ da Disney em uma lata de lixo.

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fonte: RealClear Science