A escola que foi evacuada após aluno trazer prato radioativo

ANÚNCIO

Nunca é motivo de riso quando uma escola é evacuada. Isso significa que vidas estão em perigo, e não apenas quaisquer vidas – as vidas das crianças. Mas de todas as razões para uma escola desencadear procedimentos de evacuação, ninguém previu esta.

A escola que foi evacuada após aluno trazer prato radioativo
Fiestaware.Foto: (reprodução/Platos Hombre)

A Escola Secundária Haddon Township – em Haddon Township, Nova Jersey nos EUA- teve todos os alunos e funcionários desligados hoje em 8 de janeiro. A causa da ordem de evacuação foi a presença de materiais radioativos na escola.

ANÚNCIO

Aparentemente, um estudante trouxe urânio, uma substância usada na indústria bélica. Felizmente, acontece que o estudante não estava tentando destruir a escola. É uma grande confusão, com certeza, mas ninguém tentou ferir ninguém intencionalmente.

Uma substância perigosa

Na manhã do dia 8 de janeiro deste ano, por volta das 11h15, os alunos e funcionários da Escola Secundária Haddon receberam ordens para abandonar imediatamente o edifício, disse o superintendente escolar do distrito escolar de Haddon, Robert J. Fisicaro, ao Courier Post.

“Soubemos que um aluno trouxe para a escola uma substância potencialmente perigosa”, disse Fisicaro. “A polícia local, os bombeiros e uma equipe de materiais perigosos chegaram ao local e imediatamente investigaram a situação, e asseguraram o edifício”, acrescentou ele.

ANÚNCIO

Uma equipe que cuida de materiais perigosos fez uma inspeção na escola, indo de sala em sala, enquanto outro pessoal de resgate cuidava dos alunos e do pessoal evacuados. Depois de um tempo, os funcionários declararam que era seguro retornar à escola.

“Parece não haver perigo para o público como resultado e todas as agências partiram desde então dos terrenos da escola”, disse a Promotoria do Condado de Camden, em Nova Jersey.

A radiação do prato de jantar

Felizmente, ninguém se feriu na pressa de sair do prédio – ou ficou doente por causa da radiação. A equipe até mesmo identificou e removeu o objeto ofensivo do prédio

Enquanto Fisicaro não confirmava o que era o material radioativo, os noticiários descobriram, através de entrevista, que o culpado era um prato de jantar. Nos anos 50, nós já tínhamos descoberto como fazer uma bomba nuclear. Mas as pessoas não tinham tanta certeza sobre os efeitos da radioatividade, e todos pensavam que o futuro seria nuclear.

A escola que foi evacuada após aluno trazer prato radioativo
Contador Geiger. Foto: (reprodução/internet)

Aparentemente, um estudante – a quem foi concedido o anonimato por razões compreensíveis – recebeu um contador Geiger (também contador Geiger-Müller ou contador G-M)como um presente de Natal. 

Para testar, o estudante e seus pais foram comprar um prato Fiestaware em um antiquário. Estas placas ainda são vendidas legalmente, portanto, parecia ser o caminho mais fácil para se conseguir algo radioativo.

Leia mais: Arqueólogos descobrem fast-food em Pompéia

Excitado com a descoberta, o estudante decidiu levar a placa para a escola para que os professores de ciências pudessem usá-la em experiências.

“Ele não está tentando explodir nada”. Ele só gosta de ciência”, disse o pai do aluno à NJ Pen.

Melhor Atrasado do que Nunca

O aluno disse à NJ Pen que ele trouxe pedaços do prato para sua escola na segunda-feira, 4 de janeiro. Mas o alerta só foi emitido 4 dias depois.

O próprio aluno estava “grato pela abundância de cautela demonstrada pelos socorristas”. Embora seja bom que ele esteja dando o passo certo, por que ele está falando de uma abundância de cautela?

Leia também: O significado escondido de uma experiência na Guerra Fria

Dito isto, não é como se o prato fosse um perigo real para ninguém. De acordo com o estudante, os funcionários da equipe de materiais perigosos contataram um cientista, que confirmou que a placa é perfeitamente segura para ser mantida em um ambiente doméstico.

Traduzido e editado por equipe Isto é Interessante 

Fontes: ODDEE,  Courier Post, NJ Pen

ANÚNCIO